Artigo

O novo perfil de pacientes: saiba se comunicar com esse novo público

Publicado em 05.09.2017

O novo perfil de pacientes: saiba se comunicar com esse novo público

O perfil de pacientes está mudando. Se há alguns anos o médico detinha quase exclusivamente a informação sobre tratamentos, com a internet, emergiu um paciente que, ao chegar à clínica para uma consulta, está municiado com muito mais conhecimento.

Evidentemente, muito do que um paciente absorve é influenciado pelas suas próprias expectativas. É compreensível que, em meio a inúmeras informações, ele selecione a que melhor convier, de acordo com o que espera encontrar ao procurar um médico.

Não se pode negar que até mesmo os médicos estão cada vez mais buscando conhecimento online para embasar suas decisões.

Nada mais natural, portanto, que o mesmo aconteça com os pacientes — que antes de uma consulta médica acionam o Google e as redes sociais para saber mais sobre a clínica a que vão confiar um possível tratamento.

Para saber como se comunicar com esse novo perfil de pacientes continue a leitura deste artigo.

O perfil de pacientes atual quer participar do diagnóstico

Felizmente, para o médico é muito mais interessante um paciente bem informado do que um que ignora até mesmo aspectos básicos de seu tratamento.

A experiência do paciente em uma clínica envolve sempre a tomada de decisões, que devem ser embasadas pelas informações prestadas pelos médicos.

Sendo assim, quando ele já chega na primeira consulta sugerindo um tratamento ou a administração de algum fármaco, cabe ao médico ouvir atentamente.

Caso o paciente tenha alguma razão, deve-se acrescentar dados da forma mais didática possível, orientando sobre as razões para a escolha do tratamento.

Por outro lado, estando as informações completamente equivocadas, o que não é difícil acontecer, é dever do médico esclarecer e orientar, para que o paciente não seja induzido a acreditar em algo apenas por ter lido na internet.

Saiba que o atendimento deve ir além do trivial

O papel das secretárias nas clínicas vai além da marcação ou do cancelamento de consultas, da confirmação de horários junto aos pacientes ou da reorganização da agenda médica.

Cabe a elas serem verdadeiras mediadoras entre médicos e pacientes, atendendo de forma a controlar a ansiedade natural com que muitos deles procuram as clínicas.

Muitos pacientes chegam à sala de espera emocionalmente fragilizados, portanto, uma profissional que consiga fazer com que o paciente se sinta acolhido torna o atendimento mais completo.

Diante dessa importante atribuição, contar com a tecnologia para auxiliar no agendamento de consultas deve fazer parte do gerenciamento da agenda de pacientes.

Ofereça o agendamento online de consultas

Não menos importante, ter um sistema de agendamento de consultas online é um atrativo para o paciente 3.0, como é conhecido o paciente na atualidade.

Isso vale principalmente para a geração que nasceu entre as décadas de 70 e 90, conhecida como geração Millennial. Para essas pessoas, a comodidade é um fator decisivo, ou seja, uma clínica que não conta com a facilidade do agendamento online será imediatamente preterida.

Estimule o uso de redes sociais

Um paciente bem atendido é aquele que percebe que seus anseios foram acolhidos pelo médico. Ele não hesita em recomendar o profissional de saúde que prestou um bom atendimento em particular, assim como não pensa duas vezes antes de botar a boca no trombone para divulgar sua insatisfação.

Sendo assim, o perfil de pacientes ligado no que lê e escuta na internet pode e deve ser estimulado a compartilhar sua boa experiência em uma clínica.

O médico precisa desse aval, já que é com base em recomendações de terceiros que potenciais pacientes baseiam suas decisões por marcar consultas ou fazer tratamentos em determinada clínica.

Torne-se presente em aplicativos mobile

Os aplicativos são hoje uma ferramenta importante para guiar os esforços de mobile marketing em saúde.

Portanto, dentro da proposta de engajar os pacientes nas redes sociais, estimular o download de aplicativos úteis também é uma forma de reconhecer o esforço deles em permanecer alerta em relação ao tratamento.

Assim, o perfil de pacientes que hoje procura médicos de diversas especialidades, quando bem orientado e com o estímulo certo, tende a ser um fidelizador da clínica.

Gostou de saber um pouco mais sobre o novo perfil de pacientes e como se comunicar com eles? Então compartilhe este post nas redes sociais!

Estratégias de marketing: como aparecer na primeira página do Google

Artigo

Estratégias de marketing: como aparecer na primeira página do Google

SAC 2.0: como transformar seu relacionamento com o paciente

E-book

SAC 2.0: como transformar seu relacionamento com o paciente

Receba nosso conteúdo VIP