Facebook Pixel Como construir uma boa relação médico paciente? - E-saúde

Artigo

Como construir uma boa relação médico paciente?

Publicado em 25.04.2018

Como construir uma boa relação médico paciente?

A imagem de um médico transmite respeito e estima. No entanto, é de extrema importância que esse profissional desenvolva uma boa relação médico paciente, para que, assim, seja possível traçar um relacionamento de sucesso e confiança. O médico tem como papel transmitir diagnósticos, recomendar tratamentos, acompanhar exames, efeitos dos medicamentos, entre outros. Logo, essa relação estreita os laços e permite que os seus pacientes sintam-se bem acolhidos e satisfeitos.

Quer saber quais são as melhores maneiras para conseguir esse feito? No post de hoje trouxemos algumas dicas para você melhorar a relação entre médico e paciente na sua clínica. Veja a seguir.

Acima de tudo tenha respeito na relação médico paciente

Todos gostam de serem tratados com respeito, carinho e dedicação, não é mesmo? Principalmente se for em um caso de exame ou atendimento médico. Devido a esses fatores, é imprescindível que o profissional trate toda a sua equipe e os pacientes com muita atenção e zelo.

Ninguém sabe o que se passa na vida do outro, e o médico, muitas vezes, serve como um braço amigo para alguns pacientes que se sentem à vontade para desabafar. Por isso, ouça sempre o que o paciente tem a dizer e os trate com muita dedicação, independente de crenças, condições sociais, entre outros.

Ouça o paciente

Ouvir o paciente é um dos primeiros passos para fortalecer a relação com ele. Inicie o atendimento perguntando o que o leva até você, e então, ouça atentamente tudo o que ele tem a lhe dizer. Muitos pacientes irão contar toda a sua história de vida, mesmo assim, demonstre interesse. É muito importante que o médico interaja, respondendo e fazendo contato visual e gestos.

Algumas vezes o médico conseguirá identificar certos problemas do paciente só pelo modo como o mesmo se encontra emocionalmente, o que muitas vezes os exames não conseguem diagnosticar. Parece insignificativo, mas, para os pacientes, essa demonstração de afeto e atenção faz muita diferença, principalmente para aqueles que estão enfrentando tratamentos mais complexos.

Seja claro e objetivo na relação médico paciente

O médico deve ser claro e objetivo quando estiver conversando com o paciente. Mesmo que algumas notícias sejam difíceis de contar, é essencial que o médico converse abertamente sobre o assunto. Assim, informa todos os procedimentos que serão feitos e os prováveis motivos do diagnóstico, a fim de manter a calma e responder a todas as dúvidas que possam surgir.

Seja pontual

O atraso médico é algo que irrita muito os pacientes. Apesar de que algumas vezes surjam imprevistos, como uma cirurgia inesperada, faça o máximo possível, para ser pontual no atendimento. Se, por acaso, algo inesperado ocorrer, peça desculpas ao paciente e explique o motivo do atraso.

Dê atenção à marcação de consultas

Pode não parecer, mas o primeiro contato entre médico e paciente, ainda que indiretamente, começa no ato da marcação da consulta. E para que esse atendimento seja de qualidade, é imprescindível que a equipe esteja capacitada, para melhor atender a todos os pacientes. Cordialidade, rapidez e interesse são pequenas ações que os pacientes consideram muito na hora de escolher uma clínica ou um médico.

A relação médico e paciente é um tema que deve ser analisado com muito cuidado. Além de servir para fortalecer um contato, o respeito entre ambas as partes é essencial para que o atendimento seja eficiente e de sucesso. Gostou do nosso post? Então conheça também os benefícios da humanização no atendimento.

Sua instituição de saúde está nas redes sociais? Saiba porque não ficar de fora

Artigo

Sua instituição de saúde está nas redes sociais? Saiba porque não ficar de fora

Experiência do paciente: um guia para se tornar um diferencial estratégico

E-book

Experiência do paciente: um guia para se tornar um diferencial estratégico

Receba nosso conteúdo VIP