Facebook Pixel Como trabalhar o relacionamento com médicos solicitantes? - E-saúde

Artigo

Como trabalhar o relacionamento com médicos solicitantes?

Publicado em 28.04.2017

Como trabalhar o relacionamento com médicos solicitantes?

Manter um bom relacionamento é algo fundamental em qualquer âmbito das nossas vidas, e essa prática é também fundamental quando tratamos da relação entre usuários e empresas.

Na área médica não é diferente: é extremamente valioso manter uma comunicação sólida e contínua entre todas as pessoas que se relacionam com você e sua instituição. Essas interações nas clínicas também passam pelos médicos solicitantes e pelos pacientes indiretos, que requisitam exames e que podem, inclusive, recomendar seus serviços para outros pacientes.

No post de hoje, entenda a importância de manter um bom relacionamento com médicos solicitantes e veja como fazer isso na sua clínica.

Como manter um bom relacionamento com médicos solicitantes?

É importante entender que existem dois tipos de usuários: o direto e o indireto. O conhecido por “direto” é o paciente da clínica: é ele que oferece a força motriz para que a instituição sobreviva. Sem pacientes, não há serviços.

É comum que, antes de ligar para marcar um exame ou uma consulta, porém, esse paciente possa ter ido a uma outra consulta médica. Nela, o médico pode ter solicitado a ele que fizesse o exame ou a consulta em questão.

O usuário indireto, portanto, é o médico — o mesmo que solicita exames, consultas ou procedimentos e também poderá fazer a recomendação por uma clínica de confiança por meio de sua experiência. Assim, é importante que as instituições médicas cultivem um bom relacionamento com esse segmento.

Uma das formas de manter uma boa relação com médicos solicitantes é acompanhando suas atividades, visto que isso pode impactar na demanda de uma clínica.

Algumas vezes, no entanto, pode-se perceber que um médico solicitante reduz seu envio de pacientes. Isso pode, com o tempo e dependendo do caso, causar prejuízos financeiros sérios a uma clínica.

Quer ver como reverter essa situação? Confira os passos a seguir!

Fazer ligações

Os atendentes ou o administrador podem fazer esse papel de sondagem ligando para o médico e perguntando a ele se houve alguma reclamação ou problema que o levou a deixar de indicar a clínica. Esse feedback deverá ser registrado e levado em consideração para que as devidas medidas sejam tomadas.

Usar ferramentas adequadas

Usar as ferramentas adequadas entre uma clínica de imagem e médicos solicitantes, por exemplo, é fundamental para manter um bom relacionamento.

Softwares e serviços online, como portais direcionados aos pacientes, auxiliam na comunicação fluida entre eles e os profissionais. Ao criar essa rede de relacionamentos, os exames podem ser compartilhados e visualizados por todos os envolvidos no processo, facilitando o trabalho e a comunicação.

Comunicar-se da forma correta

Para garantir sempre o melhor relacionamento entre clínicas e médicos solicitantes, é importante ficar atento para comunicar, de forma clara e eficiente, possíveis mudanças nos processos ou nos serviços oferecidos pela clínica.

Além disso, comunicar sobre processos internos e externos e o uso do portal do paciente, por exemplo, é interessante para gerar benefícios que aumentam o engajamento. Lembrar de datas comemorativas também é uma boa opção!

Para um trabalho engajado e com resultados visíveis, é importante tornar a clínica uma verdadeira ponte entre o médico e o paciente. Assim, o profissional também colherá bons frutos do relacionamento e continuará indicando o local por muito mais tempo.

Gostaria de saber mais sobre como diferenciar sua clínica por meio do atendimento? Confira agora como usar a internet para atender melhor!

Etiqueta na área da saúde

Artigo

Etiqueta na área da saúde

Seis Dicas para ser um Bom Médico 2.0

E-book

Seis Dicas para ser um Bom Médico 2.0

Receba nosso conteúdo VIP