Artigo

Inovações tecnológicas na medicina oncológica


Publicado em 26/11/2020 - Atualizado 06/01/2021

Inovações tecnológicas na medicina oncológica

As inovações tecnológicas na medicina revolucionaram a relação médico-paciente. Neste post, você encontra tudo sobre os avanços tecnológicos na saúde! Continue a leitura e descubra!

A gestão de clínicas de oncologia é um desafio, afinal, lida-se diariamente com diferentes tipos de pessoas, com necessidades diferentes e que demandam de um cuidado individual.

Por isso, do ponto de vista, tanto do administrador quanto do médico, um dos principais desafios é alinhar a ética médica com a gestão de uma empresa, já que, independentemente do ramo de atuação, clínicas e consultórios fazem parte do segmento de empresas privadas.

Diante disso, a necessidade de se criar estratégias que beneficiem a gestão de clínicas sem deixar para trás a preocupação com o lado humano é o que mantém o seu negócio com retorno financeiro para continuar em pleno funcionamento. 

Se o seu objetivo é aprender mais sobre as inovações tecnológicas podem ajudar na gestão eficiente de clínicas de oncologia, continue a leitura e confira a seguir as 5 dicas que eu separei para você!

5 inovações tecnológicas para a medicina oncológica:

  1. Medicina Preventiva:

Um grande desafio para gestores de clínicas é a redução de custos. Isso ocorre porque não é tão simples entender quais estratégias são as mais adequadas à realidade da sua clínica.

Antes de qualquer coisa, a redução de custos em clínicas é um pouco diferente das outras empresas, visto que é necessário escolher as melhores estratégias para não prejudicar a relação médico-paciente. 

Do mesmo modo, uma alternativa para reduzir custos é a Medicina Preventiva. Em suma, essa estratégia torna-se importante, uma vez que o foco é na prevenção de doenças, reduzindo o impacto financeiro que o tratamento pode custar ao paciente e à clínica.

A medicina preventiva é dividida em quatro estágios:

  • Primário: prevenção de doenças antes que se desenvolvam.
  • Secundário: diagnóstico precoce com o objetivo de tratar a doença em fase inicial.
  • Terciário: diminuição de complicações e sintomas do paciente. 
  • Quaternário: alternativas para minimizar o impacto de procedimentos considerados invasivos e até mesmo evitar a realização deles. 

Além disso, a depressão é muito comum em pacientes oncológicos, pois são múltiplos fatores que acarretam a doença. E, se a depressão não for tratada, pode interferir diretamente no tratamento oncológico.

Por isso, investir na medicina preventiva é crucial na redução de custos com tratamentos médicos. Desse modo, investir na promoção e prevenção de doenças tem um impacto positivo nas despesas da sua clínica.  

Entendendo cada processo e como cuidar de cada um deles, será viável direcionar as suas ações e recursos para oferecer um ambiente acolhedor e confortável para os seus pacientes. 

2- Medicina Preditiva e Inteligência de dados:

A Medicina Preditiva é um conjunto de estratégias de cuidado em saúde baseadas em inovações tecnológicas e análises de dados para o diagnóstico precoce de doenças, sendo muito útil e amplamente utilizada em oncologia.

Lembre-se de que, para a oncologia, quanto mais cedo o paciente souber o seu diagnóstico, mais cedo ele começa o tratamento, contribuindo para o bem-estar e a qualidade de vida dos pacientes. 

Diferentemente da medicina preventiva, que visa a prevenção de doenças, a medicina preditiva se baseia na inteligência de dados para mapear as doenças que determinado paciente está propenso a desenvolver num futuro próximo. 

Logo, o principal benefício que a medicina preditiva traz à sua clínica e ao paciente é acompanhamento, não só da saúde presente do seu paciente, como também projetá-la no futuro. 

Em síntese, é através do mapeamento genético e do histórico familiar, além dos dispositivos médicos, que o médico consegue acompanhar de perto cada alteração no seu paciente. 

3- Laudos a distância:

Com a chegada da Telemedicina, mais uma das inovações tecnológicas na medicina, um dos grandes ganhos que essa tecnologia trouxe à rotina médica é a emissão de laudos a distância. Ou seja, os laudos on-line são uma das bases da Telemedicina e trazem muitos benefícios para o seu negócio e para o seu paciente. 

Os principais benefícios em utilizar laudos on-line são a rapidez e a precisão no diagnóstico, visto que é um serviço que pode ser feito de qualquer lugar, usando um dispositivo conectado à internet, sendo possível se conectar com especialistas de qualquer lugar no Brasil. 

Não é segredo que emitir laudos é um processo custoso para clínicas por envolver muitos profissionais de saúde, ou seja, há o médico que transcreve, o médico que lauda, entre outros. 

Assim como a medicina preventiva, os laudos a distância ajudam a sua clínica a reduzir custos. Ao mesmo tempo que agilizam o diagnóstico do seu paciente para chegar à melhor conduta terapêutica para ele. 

Tendo esse objetivo, você não oferece apenas qualidade no serviço prestado, também retém seus pacientes, impactando diretamente na receita da sua clínica.  

4- Medicina Integrativa e humanização do atendimento:

O atendimento humanizado tornou-se um aliado importante na gestão de clínicas oncológicas, por lidar com estratégias de aproximação entre médico e paciente, estabelecendo uma relação de cuidado, confiança e respeito.

Tendo em mente que cada paciente é único e que cada um passa pelo processo de forma diferente, a humanização do atendimento é um caminho para entender as necessidades individuais de cada um e melhorar a experiência do paciente, por exemplo.

Humanizar o seu atendimento traz muitas vantagens para a sua clínica, isso inclui a fidelização de pacientes, já que, com um atendimento mais humano, o próprio paciente reconhece o tratamento recebido e se identifica com a gestão organizacional do seu negócio. 

Com a alta competitividade no mercado, investir na fidelização dos pacientes é um dos pontos-chave para uma gestão de clínicas eficiente. 

5- Dispositivos Médicos:

Para garantir uma gestão de clínicas eficaz, não podemos deixar de mencionar o uso de softwares de gestão clínica. Assim como os itens anteriores, um software médico faz parte das inovações tecnológicas na medicina.

Esse dispositivo médico é responsável por automatizar todos os processos da clínica, otimizando o tempo gasto nos processos, aumentando a produtividade da equipe e reduzindo custos.

Lembre-se de que cortar custos não é apenas necessidade e precisa ser levado a sério. Para isso, investir em ferramentas que te ajudam nesse processo é o primeiro passo para alcançar os melhores resultados e colher os frutos de um trabalho organizado e bem feito. 

As principais vantagens de um software médico são:

  • Prontuário eletrônico otimizado;
  • Carregamento e edição de imagens no prontuário;
  • Financeiro automatizado e intuitivo;
  • Relatórios detalhados e completos;
  • Redução de faltas com o controle da agenda médica.

 

Autoria do material: Ana Carolina Analista de Conteúdo da Feegow, produz materiais para blog especializado em gestão de clínicas e consultórios,
e-Books e guias; executa estratégias de SEO.

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba por e-mail conteúdos sobre Marketing Digital para saúde.


Software médico: como maximiza a experiência do paciente

Artigo

Software médico: como maximiza a experiência do paciente

Teleconsulta – tudo o que você precisa saber

E-book

Teleconsulta – tudo o que você precisa saber

Receba nosso conteúdo VIP