Facebook Pixel 5 dicas para usar o Instagram profissionalmente - E-saúde

Artigo

5 dicas para usar o Instagram profissionalmente em instituições de saúde

Publicado em 24.10.2014

5 dicas para usar o Instagram profissionalmente em instituições de saúde

Uma das redes sociais que mais tem crescido nos últimos tempos é o Instagram. Em 2013 foi a rede que mais cresceu (66%), e hoje chegou à marca de 200 milhões de usuários em todo o mundo. Certamente um grande canal que não pode ser descartado quando se trata de publicidade, em especial para o público jovem.

#paraqueserve?

O Instagram é uma rede social baseada no compartilhamento de imagens e pequenos vídeos. No caso da área da saúde, o Instagram pode ser usado para publicações com informações sobre saúde, ou ainda que apresentem suas instalações, sua equipe em ação, mensagens inspiradoras, datas comemorativas relacionadas, campanhas. A ideia é que te auxilie a transmitir sua marca, com seus valores e diferenciais.

#quemusaoinstagram?

De acordo com dados divulgados pelo Facebook (sim, o Mark Zuckerberg, criador do Facebook comprou o Instagram), mais de 90% dos usuários tem menos de 35 anos com predominância feminina: 60% x 40% dos homens.

Aí vão algumas dicas:

Dica#1: Configure sua conta e defina sua estratégia no Instagram

  • Faça as configurações básicas de perfil, insira o link para o seu site e dados do responsável técnico da sua instituição.
  • Encontre instagrammers para seguir (veja como).
  • Defina uma personalidade para o seu Instagram. Qual tom de voz e imagens serão utilizados nas suas publicações? O que o seu público-alvo precisa ouvir? Se a sua marca busca transmitir seriedade, cuidado com publicações como a imagem de uma cerveja e o texto “E aí pessoal, já tomaram uma cervejinha hoje?”; isso poderia passar uma imagem casual e descontraída demais. Seria mais adequado algo como: “O Outubro Rosa é um período para lembrar a todas as mulheres da importância da prevenção. Faça o exame regularmente”, acompanhado por uma imagem da campanha; um tom muito mais formal e menos casual.
  • Não esqueça de publicar no seu perfil seus dados profissionais: área de atuação e dados de registro do Conselho de sua profissão (é obrigatório!)

Dica #2: Conecte o Instagram com outras redes sociais

O Instagram pode auxiliar a dinamização do seu site e de várias outras redes sociais, isso porque ele permite o compartilhamento das fotos via Facebook, Tumblr, Twitter, Flickr e Foursquare. Além disso, ele pode ser integrado ao seu site. Por isso, integre sua conta às demais redes sociais que sua marca usa.

Apenas adicionando esses compartilhamentos você aumentará muito a sua visibilidade e poderá conseguir novos seguidores em todas essas redes, além do possível resultado de aumento do engajamento dos usuários. Veja como fazer.

Dica#3: Divulgue conteúdo variado

Apesar das várias restrições da publicidade na área da saúde, você pode combinar publicações éticas e interessantes. Alguns tipos de conteúdos:

  • Artigos informativos
  • Dicas e orientações gerais sobre sua área de atuação
  • Imagens com mensagens e frases inspiradoras
  • Fotos da sua equipe em ação
  • Fotos da sua estrutura

Dica#4: O que evitar

Por se tratar de uma rede social na área da saúde, algumas ações devem ser evitadas, tais como:

  • Publicar imagens dos seus pacientes
  • Publicar seu endereço ou telefone
  • Publicar descontos ou preços

Dica#5: Use hashtags

Talvez você já tenha ouvido falar das tags. Tags são palavras-chave relacionadas ao seu conteúdo. Essas palavras-chave se tornam hashtags quando inseridas depois do símbolo “#”, que designa a palavra-chave que está sendo usada no Instagram. Quando alguém buscar por essa palavra, se a sua publicação tiver ela marcada, ela aparecerá nos resultados.  Então, quando for postar uma imagem, pense nos termos relacionados e então publique. O recomendável é até 5 hashtags por publicação.

E você, já está usando o Instagram? Conte sua experiência!

Siga o nosso Instagram e fique por dentro de novidades em marketing médico.

Como as pessoas cuidam da saúde: o que já mudou com a internet

Artigo

Como as pessoas cuidam da saúde: o que já mudou com a internet

Como os médicos podem melhorar seu relacionamento com a mídia

E-book

Como os médicos podem melhorar seu relacionamento com a mídia

Receba nosso conteúdo VIP