Artigo

Como montar um plano de marketing para minha clínica?


Publicado em 01/08/2016 - Atualizado 13/03/2017

Como montar um plano de marketing para minha clínica?

Antes de saber como montar um plano de marketing para sua clínica, você, talvez, precise entender o que é o marketing e para que serve. E mesmo que saiba o que é e qual é a sua função, vale a pena relembrar. Então, vamos lá!

A American Marketing Association dá a seguinte definição para marketing: “é uma função organizacional e um conjunto de processos para criar, comunicar e fornecer valor para clientes e para gerenciar as relações com clientes de modo que beneficiem a organização e os principais envolvidos”.

Segundo o autor do livro “Marketing Estratégico para a área da saúde”, Phillip Kotler, “a função do (…) marketing é criar um relacionamento de longo prazo, de confiança e de valor com os clientes, o que significa levar toda a organização a pensar sobre os clientes e a servir a eles e a seus interesses”.

Na prática, é mais ou menos assim: uma clínica quer atrair novos pacientes e coloca um anúncio no Google, por exemplo, descrevendo seus serviços na expectativa de conseguir novos pacientes. Nesse exemplo temos:

– um propósito para o marketing: conseguir novos pacientes;

– uma ferramenta de marketing: anúncio;

– um meio de atingir o público: o digital, nesse caso representado pelo Google.

Ao decidir anunciar os serviços na internet para atrair novos pacientes, quase instintivamente a clínica usou uma estratégia de marketing para atingir um objetivo. E é basicamente isso que se faz ao montar um plano de marketing.

Passo a passo de como montar um plano de marketing para a clínica

Agora que você já compreendeu mais ou menos como é o processo, vamos ao passo a passo para você montar um plano de marketing para a sua clínica.

1º passo: definição do objetivo

Comece se perguntando o que está motivando a elaboração de um plano de marketing para a clínica: a necessidade de aumentar o número de pacientes ou a satisfação deles, ou o desejo de tornar a clínica uma referência na área? Todo o planejamento é elaborado de acordo com o objetivo, por isso, invista um tempo definindo isso antes de partir para o próximo passo.

2º passo: definição do perfil do paciente

Pense no tipo de paciente que se encaixa no objetivo traçado. Digamos que a intenção seja aumentar o número de atendimentos. Baseado nisso, responda: quem pode se interessar pelos serviços da clínica? É o momento de ser criterioso e específico. Quanto maiores forem os detalhes (homem, mulher, idade, classe socioeconômica, estado civil, etc), mais assertivo será o seu plano de marketing.

3º passo: alcançar o público

Definidas as pessoas que é preciso alcançar, é hora de pensar nos meios de obter este alcance. Alguns deles podem requerer um certo investimento e quais usar pode ficar restrito ao orçamento disponível.

Há muitas ferramentas disponíveis, mas as utilizadas pelo inbound marketing têm se demonstrado muito eficazes. Vale a pena conhecê-las.

4º passo: avaliar os resultados

Ter um plano de marketing e colocá-lo em ação é muito importante para as clínicas médicas. Acompanhar os resultados também. A partir da avaliação do retorno dado pelas estratégias aplicadas é possível saber se o objetivo está sendo alcançado, reforçar as que estão sendo positivas e reestruturar as que precisam ser melhoradas.

Um plano de marketing não é definitivo. Pode e deve ser alterado para ser adaptado às necessidades da clínica. Por isso é importante fazer o acompanhamento e a revisão periodicamente. Sabemos que há certa dificuldade em realizá-lo em função do tempo. Por isso existem agências de marketing, para planejar, aplicar e mensurar tudo para sua clínica enquanto você faz o que mais importa: cuidar das pessoas.

Marketing para clínicas: o que não pode faltar no checklist

Artigo

Marketing para clínicas: o que não pode faltar no checklist

Inbound Marketing: tudo o que você precisa saber sobre o novo marketing e como aplicá-lo na área da saúde

E-book

Inbound Marketing: tudo o que você precisa saber sobre o novo marketing e como aplicá-lo na área da saúde

Receba nosso conteúdo VIP