Facebook Pixel 5 dicas (sem custo) para melhorar o marketing da sua clínica

Artigo

5 dicas simples (e sem custo) para melhorar o marketing da sua clínica

Publicado em 17.08.2012

5 dicas simples (e sem custo) para melhorar o marketing da sua clínica

O marketing, por si só, visa identificar as necessidades dos clientes com a finalidade de melhorar os produtos ou serviços de uma empresa. Na saúde o objetivo do marketing é de identificar as necessidades do seu paciente e aumentar a qualidade dos serviços prestados a ele, aumentando, assim, a credibilidade da sua clínica ou consultório.

Existem algumas dicas muito simples, e a custo zero, que podem melhorar, e muito, o marketing da sua clínica.

1o: Coloque o seu paciente em primeiro lugar

Colocar o seu paciente em primeiro lugar significa tratá-lo com atenção e cortesia. Expressa-se em pequenos atos, como, por exemplo, anotar mais do que simples dados pessoais em suas fichas de cadastro ou simplesmente cumprimentá-lo com atenção e cordialidade.

2o: Mantenha sua clínica ou consultório organizados, limpos e aromatizados

É a primeira impressão que o paciente tem ao chegar. E quem não gosta de chegar em um ambiente ordenado, limpo e com um bom e leve aroma? O simples fato de manter sua clínica ou consultório nessas condições gera a percepção em seu paciente de que está lidando com pessoas organizadas, que prezam pela higiene e bem-estar das pessoas.

3o: Treine sua recepcionista para atender de maneira cortês e atenciosa.

Sua recepcionista é a primeira impressão de atendimento que o paciente tem, é o cartão de visita da sua clínica ou consultório. Um bom atendimento na recepção envolve a atenção de sua recepcionista ao conforto e bem-estar de seu paciente antes do atendimento e pode criar vínculos humanos essenciais à satisfação dele. O desenvolvimento de um script para atendimento é uma ótima ferramenta para ajudar a elevar o padrão da recepção.

4o: Mantenha sua publicidade coerente com o código de ética de sua profissão.

O código de ética das profissões da saúde tem como ponto comum em suas normas de publicidade a não-mercantilização da saúde, ou seja, um profissional não deve divulgar seus serviços e sua profissão de maneira comercial, transparecendo uma propaganda sensacionalista, que gere expectativas no paciente ou que possa confundi-lo. A publicidade na saúde deve primar por seu caráter informativo, ou seja, o profissional deve ter como meta informar seu paciente ou comunidade da maneira mais ética possível: divulgando conhecimentos comprovados e aceitos. Entre em contato com o seu conselho e se informe sobre as regras para a publicidade ética.

5o: Elabore uma pesquisa de satisfação do seu paciente

O feedback do cliente é útil em qualquer profissão. Conhecer o que o seu paciente gostou e o que ele desaprovou na sua clínica ou consultório é essencial para saber em que melhorar. Elabore uma pesquisa de satisfação (não muito longa!) elencando tópicos principais, como atendimento na recepção, ambiente, atendimento na consulta, cortesia, limpeza, estética, atendimento ao telefone, higiene e limpeza, tempo de espera na recepção, e o que mais você achar válido. Não esqueça de dizer que a pesquisa é anônima e de criar uma urna fechada para que o paciente sinta-se confortável em expressar suas opiniões. Depois, não esqueça do mais importante: compilar e analisar as informações e implementar as melhorias.

Essas são 5 dicas simples e sem custo baseadas em princípios da humanização na saúde. Esperamos que elas possam lhe auxiliar a desenvolver um marketing cada vez mais ético e eficaz, gerando resultados positivos para você, seu paciente e a sociedade.

8 princípios éticos do marketing médico na internet

Artigo

8 princípios éticos do marketing médico na internet

Guia de marketing para clínicas médicas

E-book

Guia de marketing para clínicas médicas

Receba nosso conteúdo VIP