3 formas de utilizar o WhatsApp em sua clínica

3-formas-de-utilizar-o-whatsapp-na-sua-clinica

Atualizado 02/03/2017

Utilizar o WhatsApp na clínica é uma excelente forma de ter mais resultados na sua comunicação, já que essa ferramenta é uma das mais utilizadas atualmente e revolucionou a forma como os médicos trocam informações e interagem digitalmente com os pacientes e vice-versa. Inclusive, é considerado o meio mais usado para troca de mensagens instantâneas, sendo o preferido por 74,9% dos usuários.

Através de textos, áudios, imagens e vídeos, a comunicação se tornou muito mais dinâmica e ágil, transformando um simples aplicativo em um recurso completo.

Hoje, o WhatsApp pode ser usado para várias finalidades além de conversar, e já é amplamente empregado em estratégias de marketing digital.

Portanto, seu uso em uma clínica médica é ideal para potencializar resultados com marketing, fortalecendo a sua marca e melhorando também a sua prestação de serviços.

Neste artigo preparamos 3 dicas importantes para otimizar o uso de WhatsApp na clínica e aproveitar ainda mais os benefícios dessa ferramenta, que além de gratuita, permite a troca de 27 bilhões de mensagem todos os dias ao redor do mundo. Confira!

Como implementar o uso de WhatsApp na clínica?

Algumas pessoas podem associar o uso do WhatsApp na clínica a algo complicado, já que é possível fazer muitas coisas pelo aplicativo. Mas apesar de ter tantas funcionalidades, essa ferramenta não tem grandes segredos e apresenta facilidades desde o princípio.

Para começar a usufruir desse serviço, é preciso ter um smartphone compatível com o aplicativo do WhatsApp Business, baixá-lo gratuitamente e depois cadastrar a conta comercial da clínica. Com isso, você pode deixar a mostra os horários de funcionamento, localização, site e uma mensagem de boas-vindas.

Inclusive, é possível, programar uma mensagem automática de saudação sempre que tiver uma interação nova que não pode ser respondida naquele momento.

Agora que você já sabe como aproveitar os benefícios desse aplicativo, confira quais são as 3 dicas que preparamos.

Como o WhatsApp na clínica pode otimizar a prestação de serviços médicos?

Usar o WhatsApp na clínica pode ser um verdadeiro parceiro na hora de se comunicar com os pacientes, desde tirar dúvidas até agendar consultas! Saiba o que você pode fazer com ele:

Resolução de questões à distância

Todos sabemos que a rotina de um médico envolve o atendimento a pessoas e, não raro, esses serviços podem ir além do consultório, sendo necessário, por exemplo, o acompanhamento mais próximo de um paciente por alguns dias.

Nesse contexto, o WhatsApp pode ser um recurso interessante.

As clínicas podem usar as suas funcionalidades para manter contato com os clientes, receber feedbacks e avaliar algum tipo de situação mais simples e que dispensaria uma consulta pessoalmente.

Isso poupa tempo de ambas as partes e ainda dá mais tranquilidade ao paciente, já que pode falar rapidamente com o seu médico.

Além disso, adotar uma linguagem formal e objetiva no WhatsApp na clínica é essencial para mostrar que mesmo longe, a credibilidade e a atenção são as mesmas.

Agendamentos

Outro ponto que pode ser bastante explorado pelas clínicas é o agendamento de consultas.

Hoje, ainda é bastante comum que esse procedimento seja realizado por telefone. Contudo, a mudança de hábito das pessoas e a vida acelerada fazem com que seja mais cômodo e fácil enviar uma mensagem do que ficar aguardando atendimento telefônico.

Sabendo disso, as clínicas e os médicos podem utilizar o WhatsApp como uma maneira rápida e eficiente de organizar a agenda dos seus atendimentos.

No entanto, é também uma maneira de reduzir custos, pois dispensa gastos com ligações para, por exemplo, confirmar agenda.

Além disso, a mensagem pode ser respondida na hora que o paciente tiver tempo, diferente de uma chamada, que ele precisa atender na hora para ser possível manter diálogo.

Dessa forma, mesmo se ele puder retornar o contato só depois de um tempo, saberá sobre o que se trata.

Marketing

Por meio do WhatsApp, é possível melhorar o relacionamento com o seu público por meio do envio de conteúdo relevante, mensagens personalizadas etc. Isso demonstra preocupação e fideliza o paciente, fazendo com que ele recomende os serviços da sua clínica.

Assim, você pode direcionar materiais especiais de aniversário, datas comemorativas da clínica e oferecer descontos ou preços exclusivos para pacientes fidelizados, por exemplo.

Através dessas mensagens personalizadas, eles se sentem únicos e poderão usufruir mais ainda das soluções e tratamentos oferecidos pela clínica.

Quais as restrições éticas para a utilização do WhatsApp no meio médico?

Para aproveitar ao máximo as potencialidades do WhatsApp na clínica, é preciso conhecer e estar atento às questões éticas e profissionais que envolvem a sua utilização no meio médico.

Veja abaixo o que pode e o que não pode ser feito pelo aplicativo e outros meios similares.

É permitido:

  • recolher exames: as clínicas e médicos podem receber, por meio digital, arquivos e/ou documentos que dizem respeito a exames ou recomendações passadas em consulta presencial;

  • consultoria entre profissionais da saúde: médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e outros profissionais da saúde podem utilizar o aplicativo para discutir casos e ter uma segunda opinião de áreas afins, assim como é feito pessoalmente;

  • marcar consultas: assim como é feito por telefone, as consultas podem ser agendadas pelo aplicativo.

Não é permitido:

  • criar listas de transmissão e grupos: prática bastante comum na divulgação de serviços em diversas áreas, mas que não é permitida pelo Conselho Federal de Medicina;

  • fazer consultas: segundo o Código de Ética Médica, em seu artigo 114, “é vedado ao médico consultar, diagnosticar ou prescrever por qualquer meio de comunicação de massa”, como é o caso do WhatsApp.

Por fim, utilizar o aplicativo de mensagem instantânea em uma clínica representa inúmeras vantagens, assim como também uma série de responsabilidades.

Desse modo, é indispensável conhecer a legislação pertinente, a fim de evitar problemas e aproveitar ao máximo os recursos desta fantástica ferramenta, com mais de 100 milhões de usuários ativos no Brasil.

Agora é com você: acha que essas informações podem ser úteis a outras pessoas?

Então compartilhe este artigo nas suas redes sociais e ajude seus contatos a entenderem as regras para utilizar o WhatsApp em uma clínica!

Inclusive, que tal se manter atualizado sobre este e outros assuntos relacionados ao marketing médico? Curta nossa página no Facebook e nos siga no Instagram!

user
Autor: CEO de E-saúde Marketing
É a Coordenadora de Desempenho da E-saúde. Busca desenvolver na equipe o espírito de cooperação, a inteligência e o humanismo. Sua motivação é ver todos bem: crescendo, se desenvolvendo e comprometendo em obter resultados consistentes para os clientes da E-saúde, ou seja, tendo eficácia através de uma conduta ética.
Compartilhar

Assine nosso conteúdo VIP